Ecletismo MusicalFestivals

[Festival] Festival MEO Sudoeste

[Festival] Festival MEO Sudoeste

Existe uma verdade absoluta: Ano após ano, o Festival do Sudoeste foi mudando no que diz respeito ao Cartaz. E foi mudando porquê? Porque o gosto de uma parte significativa das massas (sim, um público mais jovem do que no passado) se foi alterando e isso fez com que o próprio Festival se adaptasse a este novo gosto musical, muito potenciado pela massificação do acesso à Internet/Youtube.

Esse facto torna-o melhor ou pior? Cada um terá a sua visão sobre o tema. Mas, uma coisa é certa, no passado como agora, um Festival em Agosto, na Zambujeira do Mar tem forçosamente que ter uma componente lúdica forte. Este MEO Sudoeste alia nomes muito populares ao local e animação de sempre.

Pegando por exemplo na Edição de 2008, passaram pelo Palco Principal nomes como: Tirariwen; Bjork; The Chemical Brothers; Goldfrapp; Tindersticks; Franz Ferdinand, entre muitos outros nomes sonantes, para além de todos os que passaram pelos outros palcos.

Dez anos depois, são 9 dias de campismo grátis, 4 dias de cartaz “a sério”, que naturalmente têm vindo a transformar a face do Sudoeste. Para uma faixa etária (que representa um número muito significativo dos presentes) esta é a primeira grande oportunidade para terem uma semana de férias sem os pais. Esse espírito de descoberta, de novas experiências e vivências é um elemento marcante no Festival Sudoeste. Também esse espírito, está reflectido nos artistas que irão passar pelos diferentes palcos do Festival.

Por aqui, como sempre nos/vos habituámos (e o título indica), o Ecletismo Musical deambula por muitos estilos, muitos géneros musicais e sempre com o mesmo espírito: a música pela música, sem julgamentos ou preconceitos elitistas. Ou se gosta, e por aqui aparece, ou não se gosta, e como tal não tem tempo de antena. Seja, Fado, Hip Pop, Pop, Rock, Electrónica, Rap, Indie, etc.

A edição de 2018, que para além de grandes nomes da electrónica (existem concertos a começar às 5am), reafirma o poder do Hip Hop nacional. Deixa-se aqui alguns dos destaques:

Piruka (8/8 – 21h)

O rapper da Madorna tem tido um percurso “de filme americano”. De membro de bairro problemático e delinquente a Rei das visualizações no Youtube (o álbum Aclara tem 100 milhões de visualizações), a ascensão de Piruka tem sido rápida e justificada pelo Rap puro e verdadeiro. Algumas dificuldades em gerir o hype (muitos beefs desnecessários) mas natural para quem tem 25 anos. Será mais um momento de reconhecimento do poder de Piruka e amigos em palco para além dos muitos milhões de visualizações no youtube.

Krayze & Blaya (8/8 – 21h50|23h15)

Fábio Krayze apresentará um espectáculo especial, onde o kuduro o funk, o dancehall e o afro house,serão reis e colocarão toda a gente a dançar- Terá, entre outros, a participação de Blaya e será certamente um grande momento no festival.

Blaya (8/8 – 23h20)

Para a maioria, Blaya será a criadora de “Faz Gostoso” (20 milhões de visualizações no youtube em 4 meses), mas a verdade é que sem ela os Buraka Som Sistema não teriam tido o sucesso. Vai ser certamente um momento com muito suor e calor, entre o funk e o kuduro.

Sick Individuals (8/8 – 03h)

São dois dos mais promissores talentos da música de dança em todo o mundo. O duo é constituído por Rinze “Ray” Hofstee e Joep “Jim” Smeele. Para dançar.

Papillon (9/8 – 20h40)

Um dos nomes do Hip Hop tuga em ascensão. Depois de dar nas vistas na Liga Knock Out, Papillon apresenta um som puro e desprovido de grandes artifícios de estilo. Depois de uma boa presença no NOS Alive espera-se um concerto ainda mais forte perante um público mais conhecedor do estilo.

Palco Moche Ring (09/08 – 23h45 às 5h10)

Este palco terá curadoria de Orelha Negra. Destaque especial para os rappers Cálculo, Phoenix RDC e Estraca. Três nomes em ascensão que merecem audição cuidada, especialmente Estraca, o novo Valete.

Hardwell (9/8 – 02h)

Mais um que dispensa apresentações. Um dos maiores DJ’s do mundo. Será certamente um set carregado de energia e referências facilmente reconhecidas. Incontornável.

Dispensam apresentações. São dois dos maiores nomes da história do Hip Hop nacional. Aposta segura de mais um concerto irrepreensível destes dois monstros!

Marshmello (10/08 – 02h)

Marshmello tem transformado qualquer palco numa verdadeira pista de dança. Um especial cuidado ao detalhe e uma abordagem muito profissional farão deste certamente um concerto memorável.

Lemaitre (11/08 – 21h)

Uma dupla nórdica (Ketil Jansen e Ulrik Denizou Lund) que farão toda a gente dançar! A não perder.

Next article [Live Performance] Phoebe Bridges - Scott Street (Live) | Vevo DSCVR
Previous article [New Single] Paloma Faith - Warrior

Related posts

0 Comments

No Comments Yet!

You can be first to comment this post!

Leave a Comment

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *